Entrevista Com o Vampiro (1994) | Já assistiu?

Entrevista Com o Vampiro (1994) | Já assistiu?

Vampiros ao longo da história do cinema muitas vezes gargalhavam como se tivessem se safado de alguma coisa. Mas o primeiro grande filme de vampiros, “Nosferatu” (1922), sabia melhor, e este também.

Embora um dos personagens de “Entrevista com o Vampiro” implore para ser transformado em vampiro e espere ansiosamente a condenação da imortalidade, o filme nunca faz o vampirismo parecer nada além de uma tristeza sem fim. Essa é a sua maior força.

É um filme sobre o que realmente pode ser ser um vampiro. O título dá o tom e, nas cenas iniciais, ambientadas em São Francisco, o vampiro de 200 anos Louis de Pointe du Lac (Brad Pitt) se submete a uma entrevista de um jornalista moderno (Christian Slater).

Sua história começa no final dos anos 1700, em Nova Orleans, depois de perder sua esposa e filha, ele se jogou em uma vida de luto e libertinagem. Seu caminho se cruzou com o do vampiro Lestat (Tom Cruise), que o transformou em vampiro, e desde então perambula pelas grandes cidades do mundo, alimentando-se do sangue de suas vítimas.

Por que você deveria assistir Entrevista Com o Vampiro novamente? Nunca os vampiros foram tratados com tanta profundidade. Existe uma tensão sexual que foi tratada com muito cuidado. Os sentimentos são o ponto forte e eles que determinam o ritmo da produção. Acima de tudo um verdadeiro exemplo que vampiros não necessariamente precisam ser criaturas feitas para ação.

O elenco é estrelado e conseguiu compactar os nomes mais desejados de Hollywood. Sem excessos e cada um respeitando os seus limites. Um desafio conseguir fazer isso em 1994 com nomes como Tom Cruise, Brad Pitt, Antonio Banderas e Christian Slater.

Malloy (Christian Slater) e Louis (Brad Pitt) inicando uma conversa em Entrevista com o Vampiro
Christian Slater e Brad Pitt em Entrevista com o Vampiro

Tom Cruise, que inicialmente parecia para muitas pessoas uma escolha improvável para interpretar Lestat, nunca é menos do que convincente, e seu leve sotaque britânico, combinado com uma maquiagem que é dramática sem ser intrusiva, faz com que ele pareça insalubre em uma forma estranha e insinuante.

Dica de post: Os melhores filmes de vampiro

O filme é divido em segmentos. O nascimento, a evolução e os questionamentos. Mas não pense que estamos falando de apenas conversa. O suspense e o terror são usados de maneira eficiente, justamente para tirar o espectador de uma posição confortável.

Armand (Antonio Banderas) e Louis (Brad Pitt) encarando em Entrevista com o Vampiro
Antonio Banderas e Brad Pitt em Entrevista com o Vampiro

Se Louis (Brad Pitt) é o melancólico e questiona suas ações, Lestat (Tom Cruise) é o vampiro que aceita a sua existência com orgulho. Abraça o presente das trevas (como ele mesmo chama) como uma oportunidade de viver de uma maneira mais intensa, mas ao mesmo tempo revelando pouco sobre as circunstâncias de sua transformação.

Um dos aspectos mais assustadores da história é a criação da vampira infantil Claudia, interpretada por Kirsten Dunst, que tem cerca de 12 anos. Simplesmente perturbadora! Presa no corpo de uma criança, à medida que envelhece, década após década. Dunst, talvez com a ajuda da maquiagem sutil de Stan Winston, é de alguma forma capaz de transmitir a noção de grande idade dentro da aparente juventude.

Lestad (Tom Cruise), Louis (Brad Pitt) e Claudia (Kirsten Dunst) reunidos em Entrevista com o Vampiro
Tom Cruise, Brad Pitt e Kirsten Dunst em Entrevista com o Vampiro

Apesar de criaturas poderosas, no filme os vampiros simplesmente precisam se tornar relevantes perante o tempo. Por essa razão Lestat precisa da companhia de Louis e está disposto a tudo para que esse relacionamento seja eterno. A partir desse ponto que a personagem de Kirsten Dunst, a jovem Claudia se torna parte importante da trama.

O filme é uma viagem no tempo que começa nos EUA e vai até a Europa. Bem como uma busca por respostas que explique o passado dessas criaturas. No velho mundo, o representante mais velho é o vampiro Armand, uma atuação impecável de Antonio Banderas, e o atrevido Santiago estrelado por Stephen Rea. O único problema de toda essa viagem é a necessidade de quero muito mais, já que a curiosidade de Louis é transferida para o espectador.

Lestad (Tom Cruise) preparando-se para uma refeição
Lestad (Tom Cruise) preparando-se para uma refeição

Em resumo, Entrevista Com o Vampiro tem a intenção de questionar a importância de se manter relevante. Um drama focado na relação dos vampiros com o tempo e como ele pode ser destrutivo.

Um filme com mais de 20 anos de lançamento (a estreia aconteceu em 1994), mas continua atual e um dos melhores do gênero. Com um roteiro inteligente e uma interação intima entre os personagens. Em outras palavras, uma chance de prestar atenção no comportamento e não se distrair com efeitos digitais.

FOnte: IMDB

Hugo Lamego

Publicitário - Especialista em Comunicação Empresarial | Apaixonado pelos clássicos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.