Antes e depois dos efeitos visuais (CGI) de O Hobbit: Uma Jornada Inesperada


Tem quem prefira a primeira trilogia e outros que são fascinados pela segunda, mas o que elas tem em comum é a qualidade dos efeitos visuais.

Impossível mensurar a contribuição de Peter Jackson e a sua produtora Weta Digital para o cinema. Considero o aprimoramento da tecnologia de captura de movimento um dos pontos mais importantes para que essa interação entre atores reais e CGI funcione. Alguém questiona que Andy Serkis criou algo único com Gollum?

O vídeo é um resumo dos melhores momentos, os segredos que tentamos descobrir mais chega um ponto que não tem como diferenciar. Personagens como Gandalf, os anões, algumas cenas de ação, e claro, Gollum. Uma forma de entender um pouco mais como funciona todo o processo. Dê uma olhada.

(Fonte:Weta Digital)

Se você gostou desse artigo e gostaria de muito mais, compartilhe (clique em alguns dos links ao lado). Ou…

Deixe um comentário logo abaixo sobre o que mais gostou no artigo, alguma dica ou até mesmo uma crítica. Sempre e legal uma interação.

Leia mais sobre a Categoria Especiais.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *