Sintoniza – Cinema, seriados, quadrinhos, games…

O Sintoniza é um blog que trata de diversos assuntos como Cinema, Música, Televisão, Quadrinhos e Anime

Advertisement

Truque de Mestre – Review

Posted on julho 6, 2013

Colunas_review_truque_de_mestre_interno

Nas peles de Jesse Eisenberg, Woody Harrelson, Dave Franco e da luminosa Isla Fisher, quatro mágicos de diferentes habilidades são convidados a um encontro marcado – o convite é uma carta de tarô. Um ano depois, o quarteto se encontra formado em Las Vegas, exibindo grandiosos números.

Numa dessas apresentações, a plateia é levada à loucura. Acontece que a trupe consegue o feito de assaltar um banco de Paris – um sujeito aleatório é transportado, num passe de mágica, à sede parisiense enquanto todo o dinheiro do cofre, também num passe de mágica, cai sobre o público do espetáculo.

Não demora para que um agente do FBI (Mark Ruffalo), com a ajuda de uma novata da Interpol (Mélanie Laurent), tente desvendar o tal número – que, evidentemente, é tido como crime. Ninguém, contudo, tem ideia de como montar esse quebra-cabeça; nem um especialista em desmascarar grandes truques (interpretado por Morgan Freeman), muito menos o milionário que patrocina o quarteto (papel de Michael Caine).

NOW YOU SEE ME

Truque de Mestre (Now You See Me, 2013), que estreia nesta sexta-feira no país, vem de uma safra ressuscitada anos atrás – por longas como “O Grande Truque”, “O Ilusionista” e até mesmo “Scoop – O Grande Furo” –, que aparentava ter desaparecido: o filme de mágico. O que não quer dizer, entretanto, que ele pretenda permanecer ao lado de seus colegas de gênero.

Escrito por três roteiristas (entre os quais Boaz Yakin, que dirigiu obras como “Um Preço Acima dos Rubis” e “Duelo de Titãs”), a palavra de ordem aqui é entretenimento; e entretenimento da mais alta qualidade. Sensatamente, o filme ignora qualquer resquício de pretensão – comum em tramas feitas para testar a capacidade de adivinhação do espectador – e aposta noutro truque: o de divertir.

Com a ajuda de um impecável elenco estelar, o diretor Louis Leterrier acerta em cheio na decisão. Nascido em Paris, Leterrier trabalhou por anos ao lado de famosos cineastas, sobretudo Luc Besson. Até “Truque de Mestre”, o diretor jamais havia alçado voo (é dele, por exemplo, a refilmagem de “Fúria de Titãs”). Como nem toda lição se aprende da noite para o dia, o francês custou a encontrar a origem de seus deslizes. Mas, ao contrário do próprio Besson, finalmente entendeu que não se levar a sério demais ainda é o grande truque do cinema de entretenimento.

Leia mais sobre a categoria Review.


Comments

No Responses to “Truque de Mestre – Review”

Write a Comment